Posts Tagged ‘metro’

Mais uma no metropolitano

5 / 1 / 2011

Mais uma comutação, de metropolitano, claro, e eis que entra uma senhora gótica mais seu acompanhante de óculos Rayban-JFK-like-mas-em-branco-e-com-lentes-transparentes, e bonita pulseira de metal trabalhado, tal qual tia da linha. Se só o aspecto já evidenciava no mínimo um gosto duvidoso, e até aqui tudo ok, pois há que aceitar a diferença, o ponto alto da viagem começou quando o rapazola abriu a boca. Pois diz ele para a sua companheira de viagem – «temos de comprar a “Happy” deste mês!». E segue a resposta, «mas já a folheámos e não tem nada de especial; quer dizer, já a folheaste»… Foi aqui que se começou a notar o esforço que os restantes passageiros próximos da cena começaram a fazer para conter a… vamos chamar-lhe “admiração”. E segue o moço, com um «mas eu compro a “Happy” todos os meses, e fala dos horóscopos e blablabla blablabla”. Saíram ambos na estação seguinte, e duas senhoras não contiveram o riso, comentando inocentemente que não sabiam de nenhum homem que comprasse essa revista todos os meses…

 

Posto isto, acrescento:

Anúncios

Surrealismo no dia a dia

17 / 11 / 2010

Junte-se isto às seis e meia da tarde:

Com duas figurinhas tipo estas (em menos jagunço, mas igualmente janadas):

Ouvindo isto em altos berros, vindo do telemóvel:

Coisas do catano

3 / 9 / 2010

O local: Lisboa, século XXI, metropolitano, linha amarela, sentido Odivelas-Rato

Os factos #1: Entro eu no metro, e reparo num senhor sessentão, de chapéu de palha cuja fita dizia algo do género: “Wild Bill Show” (muito possivelmente vindo de um qualquer resort da Disney)

Os factos #2: O metro segue o seu percurso normal, e pouco antes da estação do Saldanha, o dito senhor levanta-se e prepara-se para sair .

Os factos #3: Metropolitano para, abre as portas, o senhor sai, e lá fora, para entrar, estava…